Desafiando Esta Geração

Recentemente alguém me perguntou sobre algumas dicas para trabalhar com jovens e adolescentes. Apesar de ambos trabalharmos em ministérios de jovens, não somos especialistas, porém compilamos nossos pensamentos e vamos colocá-los a seguir. Entendemos que vocês possam ter outras sugestões e idéias para acrescentar. Fiquem a vontade para fazê-lo na seção de comentários.

  1. No trabalho com jovens e adolescentes nunca deixe que a forma domine o conteúdo. Lute para que o meio não domine a mensagem. Não faz mal utilizarmos recursos e estilos de programações para atrair jovens. Não estou falando de bailes, festas, carnaval cristão, etc… E sim de ferramentas como datashow, videos, cinema, internet, etc… Quando usa-se esses recursos é muito fácil perder o foco e pensar apenas no entretenimento dos jovens/adolescentes. O foco de toda programação, de toda aula e de todo evento deve ser proclamar Jesus Cristo sem diluir nada da mensagem. Essas ferramentas tem que ser apenas isso, ferramentas, e tudo deve apontar para Cristo. Este relacionamento entre crente e cultura renderá um post no futuro, mas no momento vale realçar que o crente está na cultura e precisa filtrar o que é negativo e utilizar o que é bom.
  2. Seja dinâmico em tudo. Não adianta querermos que os jovens ou adolescentes fiquem sentados por uma hora sem participação nenhuma. É claro que é possível que alguns prestem atenção mas você vai acabar perdendo a maioria. A vida deles fora da igreja é muito dinamica, vendo TV, navegando na internet, com os amigos, etc… Tente ser dinamico, participativo e abordar sempre temas relevantes. O maior desafio está em tentar fazer doutrina e Bíblia interessante (aqui as ferramentas de apoio entram em cena), sabendo sempre, é claro, que quem faz a obra é Deus e o Espírito Santo precisa agir. [David: Aqui em Bangladesh, no nosso grupo de adolescentes procuramos fazer os “estudos” em si dentro de vinte minutos. No entanto, criamos atividades e jogos que sejam relevantes ao tema que está sendo discutido, que ocupam o resto do nosso tempo juntos. Isso nem sempre é fácil! Mas permite que o ensino da noite seja gravado na memória daqueles jovens de diversas formas. Depois de certo tempo fazendo isso, os jovens do nosso grupo começaram a tentar descobrir o tema da noite a partir das brincadeiras e atividades, debatendo o que certa brincadeira tinha a ver com o texto que estavamos lendo, etc.]
  3. Não adianta muito apelar para o emocionalismo. As últimas gerações tendem a odiar o fato de alguém tentar manipulá-los. São tantos ataques ao emocional deles que já estão bastante insensíveis a isso. O seu desafio é o de injetar o seu entusiasmo pela Palavra de Deus nas suas lições e palestras, sem tentar manipular as emoções dos jovens. Fale das verdades de Deus sem apelação; se fizer isto, saberá que qualquer reação emocional da parte deles é genuína e não forçada (pelo menos, não forçada por você).
  4. Viva o exemplo cristão. Seu exemplo vale mais que palavras para essas últimas gerações. Os jovens/adolescentes FAZEM mais do que PENSAM ou REFLETEM. Tente sempre liderar pelo exemplo e depois, mostrar a eles o porque da sua atitude ou atitude de alguém. Essa ponte entre o FAZER e o PENSAR é algo que eles precisam desenvolver pois em sua grande maioria não aprenderam isso em casa, escola, televisão, internet, etc… O mundo de hoje FAZ sem pensar, só pra se agradar.
  5. Coloque desafios. Uma das piores partes da juventude cristã de hoje é que existe muito pouca expectativa sobre seus ombros. Se um adolescente gosta de ler a Bíblia já ficamos perplexos e maravilhados. Se algum deles mostra o mínimo de responsabilidade já ficamos felizes. Será que não estamos ficando felizes com pouco? Meninos precisam ser desafiados a serem homens de Deus, líderes e exemplos. Meninas devem ser desafiadas a serem mulheres de Deus, amorosas, auxiliadoras e exemplares. Essa expectativa deve ficar absolutamente clara para eles e isso deve ser cobrado. Muitos adultos não o fazem por medo de perder um jovem ou adolescente do seu meio por causa de expectativas. No entanto, de que vale um descompromissado no meio da igreja? Não existe meio termo. Ou é, ou não é. Quem não ajunta, espalha.
  6. Certifique-se de que existam pessoas hábeis, compromissadas com Deus e de vida exemplar, disponíveis para ouvir, conversar, e aconselhar os jovens. Disponibilize as informações de contato destas pessoas e deixe que os jovens tomem a iniciativa de contactar-los (mas vale à pena encorajá-los neste sentido). Homens de Deus aconselhando os rapazes, mulheres de Deus aconselhando as moças (pode parecer arcáico mas evita milhares de problemas em potencial). Os jovens estão rodeados de pessoas lhe oferecendo opções de vida, conselhos sem base ou direção, e apelando para os seus desejos e anseios. Um dos nossos papéis é o de oferecer um ouvido amigo alternativo, com conversas e conselhos baseados na Palavra de Deus.
  7. Incentive seus alunos a lerem bons livros e blogs. Não nos incomodaria nem um pouco se o mastigue.com aparecesse na sua lista de sugestões.

Como dissemos anteriormente, são apenas dicas. Sem a ação do Espírito Santo os resultados não vão aparecer. Queremos aprender com vocês também. Se você é um adolescente ou jovem que está lendo nosso blog, gostariamos de saber a sua opinião. Quais as suas dicas? E se você trabalha com jovens, tem alguma coisa a acrescentar?

Participe da discussão

6 comentários

  1. Boas dicas. Certamente o foco precisa ser glorificar a Deus em tudo!

    Sugiro que os líderes dos jovens criem situações onde o ponto 2 e o ponto 6 sejam combinados. Me lembro de atividades que não relacionavam diretamente a mensagem, porém envolvia alguns dos lideres.

    A interação com outros cristãos de uma forma divertida cria ou solidifica relacionamentos. Se as pessoas hábeis discutidas no ponto 6 participarem dessas atividades, o relacionamente entre eles e os jovens é facilitado.

  2. Daniel,

    obrigado pela postagem: realmente precisa-se de um texto como este.

    Os pontos 5 e 6 são bem relevantes.

    Nós , calvinistas, as vezes nos apressamos em criticar movimentos pragmáticos em igrejas e trabalhos com jovens-adolescentes e não oferecendo um viés alternativo com princípios bíblico-reformados.

    Eu já pensei em escrever uma postagem no meu blog entitulada filosofia de ministério com jovens (por ser um pastor razoavelmente novo e por já ter trabalhado com jovens quando seminarista) mas como não estou fazendo isso no momento acabei não escrevendo mas vou aproveitar o espaço aqui para algumas indicações.

    Quanto a filosofia de ministério, um bom livro para quem está trabalhando com a moçada é “Uma Palavra aos moços” da autoria de J.C Ryle, Editora Fiel: http://www.editorafiel.com.br/detalhes.php?id=9129&tipo=2
    Material excelente com o conteúdo evangélico para abordar o jovem, seus dilemas e a aplicação do conhecimento de Cristo. pode ser trabalhado numa EBD ou grupos de encontros aos sábados, c/ temas q podem ser divididos em power-point.

    Por falar em Editora Fiel, a conferência para jovens já indo para a sua 7a edição oferece um tempo de comunhã e edificação num ambiente bem jovial porém firmado na Palavra de Deus: as 2 vezes que fui c jovens de minha antiga igreja saí bem encorajado e edificado.

    Para quem lê em inglês (creio ser o caso de vcs e eu o faço pessimamente mas já li material dele em português) o pastor Joshua Harris, da igreja pacto da vida, de persuasão calvinista, oferece vários estudos em temas importantes p/ jovens como namoro e sexualidade: http://www.joshharris.com

    Os jovens da Ig. Batista da Graça em S.J. dos Campos realizam uma conferência anual (indo p/ 3a edição) com bons temas por ex; 1o – O caráter sagrado do trabalho e quem falou foi o pai de vcs e o 2o – Espiritualidade e sexualidade c/ o rev. Mauro.

    Segue também uma postagem que escrevi, na verdade sendo um esboço de pregações num congresso de jovens aqui no RJ: http://juandepaula.blogspot.com/2008/11/127jovens-fortes-em-tempos-difceis.html

    Espero ter contribuído e que Deus use esta postagem para edificar os jovens cristãos. Indicarei a postagem para uma lista de jovens que frequentam a conferêncial Fiel p/ jovens.

    Abração,
    Juan

  3. Massa demais esse post!

    O item número 4 concerteza é um dos mais relevantes, pelo menos aqui!! hehe Na Vineyard estamos investindo bastante nisso!! E como gera resultados positivos! Mas tenho q ser franco… é bem difícil, precisamos estar preparados!!!
    Parabéns Dani! Ótimo blog!! Estou acompanhando os posts! 😉
    Um abraco!
    Robson from Bauru
    http://www.jovensdavineyard.blogspot.com
    http://www.myspace.com/atitudepiratininga
    http://www.atitudecamp.blogspot.com

  4. Robs!

    Obrigado pela visita e pelo comentário! Que Deus abençoe o seu trabalho na igreja também!

    Como estão as coisas em Bauru?

    Abraço,

    Daniel

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.