O Pecado se envaideceu

Já era. O Pecado se envaideceu. Agora é chique, do momento, famoso.

Poucos notaram essa transição. Foi lenta, morosa, porém eficiente. Saiu dos bastidores da sociedade, estufou o peito e caminhou orgulhosamente até o palco central da vida.

Passou numa loja da Ricardo Almeida, colocou um terno novo e saiu pela cidade de limusine. Virou celebridade. Apareceu na mídia e está dando autógrafos para multidões frenéticas. Vem estrelando no papel principal de todas as novelas da nossa televisão e vive passeando por hotéis de luxo.

Saiu na capa da Caras, foi entrevistado pela Vogue, sorriu para a foto de capa da Veja e foi considerado o mais influente pela revista TIME.

A mudança radical é surpreendente. De um traste odiado e nojento, passou a ser admirado. Desde que se envaideceu, se tornou ainda mais popular. Antes vivia escondido, recluso, e quando aparecia era aquele escândalo… Quer saber? Ninguém liga mais que o Pecado já se prostituiu, mentiu, roubou, matou e escandalizou. Que ele é inconstante, mesquinho, vingativo e rancoroso.

Hoje ele está nos holofotes. Está aparecendo em todos os lares, bares, negócios, palácios e igrejas.

Virou Herói Nacional. Rei do Carnaval e da Política.

Estar com o Pecado nunca foi tão lucrativo. Pessoas estão se desfazendo de tudo que têm só para se aproximarem dele. Seu magnetismo é obsessivo, compulsório, cativante. Hipnotizando até os mais resistentes. É tratado com luxos por onde passa e é alimentado constantemente por um povo que o adora.

Realmente, o Pecado não é mais o mesmo. Se embriagou consigo mesmo. Quer parecer algo que não é. Virou marketeiro e obtém sucesso vendendo uma outra imagem de si mesmo. O que mais adora é que lhe passem a mão na cabeça, elogiem, prestigiem.

Já era. O Pecado se envaideceu. Agora é chique, do momento, famoso. E sabe o mais triste disso tudo? Nós compramos a idéia.

Participe da discussão

8 comentários

  1. Muito interessante Daniel. Gostei da personalização do pecado… triste quando o ruim é louvado como bom. Porém vemos na Bíblia que isso não é nada novo:

    Isaias 5:20: “Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que põem as trevas por luz, e a luz por trevas, e o amargo por doce, e o doce por amargo!”

    Precisamos louvar a Deus que abriu os nossos olhos ao nosso pecado. Se não fosse por Ele, continuaria um escravo ao pecado, veria o pecado como bom, como herói. Porém agora sou escravo a Ele, e pela misericórdia dEle posso realmente reconhecer o Pecado como mal…

    Ótima mordida irmão!

  2. É realmente o pecado está cada vez mais naturalizado em nossa sociedade com algo inofensivo as pessoas, a fé dos cristãos, mas a admoestação do Apóstolo Paulo ainda deve soar forte em nossos ouvidos….
    ” e não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradavél e perfeita vontade de Deus.” Rm 12.2.

    Amém…

  3. Gostei da paródia!

    Agora, infelizmente a igreja tem ajudado a transformar o Pecado mendigo em Pecado pop-star!

    Ser luz e sal é exatamente fazer com que aquilo que a sociedade ama se tornar tão odioso quanto ele nos parece.

    Podemos começar em qualquer lugar. Mas nós devemos fazê-lo.

    Abraços Reformados

  4. muito bom– concordo com o Darius– isso não é coisa nova- mas temos sempre que estar atentos para o jeito sutil que o pecado entra nas nossas vidas e mentes.

  5. Nossa! parece que estamos vivendo como relata o livro dos Juízes, decadência a cada dia, parece que vivemos o ” naqueles dias não havia rei em Israel, cada um fazia o que achava mais reto”, e como em muitos relatos, fazemos o que é mal perante o Senhor até aos dias de hoje e não temos nos dado conta; até quando? Sejamos como cita Esdras 7:10, e lembremo-nos que no céu não entra pecado! abraços

  6. Como verdadeiros cristãos devemos reprovar todo tipo de pecado que tenta “maquiado” entrar em nossas igrejas e lares:
    “E não sejais cúmplices nas obras infrutíferas das trevas; antes, porém, reprovai-as.” Efésios 5.11. e :
    “Portanto,vede prudentemente como andais, não como néscios e sim como sábios, remindo o tempo, porque os dias são maus.” Efésios 5.15,16.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.