Melhor que o original

Confesso que me desanimo ao ouvir muito do que passa por “música” hoje em dia. Talvez sejam as letras idiotas (como “Ai se eu te pego”, de Michel Teló), ou o desrespeito à minha fé (“Judas”, da Lady Gaga), ou simplesmente a banalidade sacana que permeia a indústria, como se sexo (ou falar de sexo) fosse a única forma de vender música no mercado atual. No entanto, tenho me surpreendido com alguns covers feitos por artistas que nasceram e cresceram no YouTube. Nesse veículo, há uma oportunidade enorme de você ter seu talento reconhecido e de construir uma base mundial de fãs que oferecem apoio ao artista comprando as músicas no iTunes ou comparecendo pessoalmente a um show, nas turnês.

De algumas das músicas que seguem, eu não escutaria a gravação original mais do que uma vez. Outras já eram músicas das quais eu gostava. Mas, em ambos os casos, o cover ficou tão bom, que impulsionou a compra no iTunes e um lugar permanente no meu playlist. Nos exemplos abaixo, incluo o original à esquerda e o cover à direita, para permitir a comparação.

Just a Dream – Sam Tsui e Christina Grimmie

Este foi o primeiro cover a me impressionar dessa forma, no YouTube, e foi a porta para conhecer o trabalho do Kurt Hugo Schneider, que não só é músico, mas também produz e edita vídeos para uma série de amigos. A música é Just a Dream, do artista Nelly. Não sou muito fã do estilo resultante da fusão de R&B, Hip-Hop e Pop, que predomina especialmente entre os artistas negros norte-americanos. Mas o Sam Tsui e a Christina Grimmie transformaram a canção:

 

Jar of Hearts – Boyce Avenue e Tiffany Alvord

O original, bem conhecido, é o da cantora Christina Perri. Mas, na minha opinião, foi nas vozes de Alejandro Manzano e Tiffany Alvord que essa canção realmente captou o feeling da letra:

 

A Thousand Years – Jake Coco e Alex G

A Christina Perri também escreveu A Thousand Years, parte da trilha sonora do filme Crepúsculo. Não quero tecer comentários sobre o filme (execrável) pois não é o propósito desse artigo, mas a versão que o Jake Coco e a Alex G fizeram da música ficou excelente:

 

How to Love – Tyler Ward e Christina Grimmie

Voltando para a outra Christina (Grimmie), a parceria que ela fez com Tyler Ward, outro artista impressionante, ao gravar How to Love, de Lil’ Wayne, transformou a canção de Hip-Hop para Rock e deu uma sonoridade muito mais poderosa à música:

 

Fix You – Boyce Avenue e Tyler Ward

Sem dúvida, o original desta música do Coldplay é sensacional em si. A letra da música é comovente e reflete um sentimento que todos nós já experimentamos, o de perder algo (ou alguém) que nunca poderá ser substituído nas nossas vidas. Esta versão acústica uniu as vozes de Alejandro Manzano e Tyler Ward para dar um tom ainda mais leve e tocante à canção:

 

We Found Love – Tyler Ward e Jess Moskaluke

Se você escuta rádio regularmente, já deve ter se deparado com a canção We Found Love, da cantora Rihanna. A letra fala de um casal que se apaixona em um lugar sem esperança. No entanto, a música original (Dance/Pop) não tem absolutamente nada a ver com a letra. Quem vai ficar dançando enquanto canta sobre um lugar sem esperança? A versão do Tyler Ward e da Jess Moskaluke muda completamente o feeling da música, refletindo melhor o sentido da letra:

 

Toxic – Jayme Dee

Quando ouvi pela primeira vez essa música da Britney Spears, o que me impressionou foi a sua produção e o seu arranjo, com seu ritmo stacatto e seus efeitos eletrônicos. Não sou fã dos vídeos hipersensuais da Britney (nem incluí o vídeo original dessa música por seguir esse viés), e muito menos do seu estilo de vida. Gostei muito da versão bluesy da Jayme Dee, que deixa os gemidos (sempre presentes nas músicas da Britney) de lado e transforma a música em algo belo:

 

Não são apenas cover artists

Essa turma de jovens artistas com certeza aumentou o número de fãs por causa destes covers, mas todos eles já estão produzindo suas próprias músicas, entre elas algumas que são sensacionais! Recomendo a visita aos seus canais no YouTube (é só clicar no nome do artista para ir para o canal) para conhecê-los melhor e descobrir um pouco mais do que eles estão produzindo.

Participe da discussão

4 comentários

  1. A maddi jane é muito boa cantora tbem, veja Jar of herts, secret e outros. Tbem tem a megan nicole. De todos acima oq mai a gosto são boyce avenue, a tiffany, tyler.

  2. Eu também não gosto dessa mistura de R&B, Hip Hop e Pop que contamina a Black Music atual. Essa coisa desprovida de instrumentos musicais e de músicos, na minha opinião isso não é música. Black Music de verdade, para mim é Blues.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.