A Feiura da Beleza

Durante um almoço com o pessoal do meu serviço a conversa na mesa foi direcionada àquilo que está na cabeça da maioria do povo brasileiro nessa época: o Carnaval. Diversas pessoas contaram histórias de suas visitas a ensaios de blocos carnavalescos, declararam seu amor por uma escola de samba específica e contaram vantagem de quanto haviam bebido nesses eventos.

Eu já havia dado graças a Deus que ninguém havia entrado em detalhes mais específicos de suas peripécias imorais e que a discussão estava acabando, quando a mesa parou a conversa e olhou pra mim. Todos presentes sabiam de minha fé, já havia conversado explicitamente com a maioria sobre o evangelho e vi que eles notaram minha ausência na conversa.bloco

(ELES) – “E você Daniel, nunca participou do Carnaval?”

(EU) – “Não.”

(ELES) – “Você já assistiu a algum desfile de Carnaval?’
(EU) – “Não.”

(ELES) – “Poxa cara, a gente entende seu lado sobre sexo, a farra toda, a bebedeira, mas essas coisas não fazem parte do desfile. O desfile é BONITO. A BELEZA de um bloco é algo inquestionável! Não é?”
(EU) – “Gente, é aí que vocês se enganam…”

Continue lendo “A Feiura da Beleza”

“Sua vida nunca mais será a mesma…” (Parte 2)

Lucas SapecaHá alguns dias atrás eu escrevi um pouco sobre como a chegada do meu primogênito, o pequeno Lucas, mudou a nossa vida de formas inesperadas. Falei um pouco sobre a utilidade surpreendente da tecnologia como ferramenta que serviu para unir a nossa família, tão geograficamente dispersa, durante os trabalhos de parto e nos primeiros dias de vida do pimpolho. Também questionei o papel que permitimos que as nossas percepções tenham quando avaliamos o valor da vida de alguém, quer seja por idade, inteligência, utilidade a sociedade, ou uma porção de outros fatores.

Hoje quero compartilhar algumas das lições que tenho aprendido com o Lucas em seu primeiro mês de vida, emocionalmente e espiritualmente. Parece incrível que alguém tão pequeno e inocente possa mexer com o nosso íntimo de uma forma tão poderosa, mas a verdade é que através desta experiência de paternidade, ainda tão recente e nova, meus olhos foram abertos para certas coisas que provavelmente nunca teria a chance de compreender, se não estivesse nesta situação. Continue lendo ““Sua vida nunca mais será a mesma…” (Parte 2)”

Desabamento da Igreja Renascer

renascerInfelizmente, mais um triste episódio para a igreja evangélica brasileira.

Caiu nesse domingo o teto do templo da Igreja Renascer em Cristo localizado na Lins de Vasconcelos, no Cambuci. O caso lembra um pouco o ocorrido com a Igreja Universal em Setembro de 2008. Até o momento nove pessoas morreram. Entre os feridos, fiquei sabendo de um jovem que teve ambas as pernas amputadas… Continue lendo “Desabamento da Igreja Renascer”

“Sua vida nunca mais será a mesma…” (Parte 1)

Lucas Donovan PortelaComo o Daniel já anunciou, o meu silêncio virtual durante os últimos dias se deu, em grande parte (para evitar dizer “em grande parto”), ao nascimento do meu primeiro filho, o lindo Lucas que vocês podem ver à direita. Já faz mais de uma semana que o Lucas se uniu a nós “do lado de fora” da barriga da mamãe, e no meio de idas e vindas ao hospital, fraldas trocadas, choros confortados, cochilos furtados durante o dia, e visitas que derramam o seu amor sobre o nosso filho e sobre nós, tive alguns momentos aqui e ali para pensar um pouco sobre como esse grande evento nas nossas vidas (cujo pézinho é tão pequeno) tem nos afetado.

Durante os meses em que minha esposa estava grávida, uma das frases que ouvimos quase universalmente foi: “A sua vida nunca mais será a mesma.” O interessante, para mim, não era a frase em si. Afinal, era óbvio que a vida iria ser diferente. Mas o que atiçava a minha curiosidade eram as expressões e os tons de voz das pessoas quando diziam esta frase. Continue lendo ““Sua vida nunca mais será a mesma…” (Parte 1)”

Roubaram Tudo…

Eu pessoalmente nunca achei que isso poderia acontecer comigo. Embora sempre visse casos na televisão ou internet não imaginei que poderiam invadir a minha casa e levar as minhas coisas.
Bom, não foi nem a minha casa, mas sim a casa dos meus sogros. Mas dá na mesma.

Deixem-me elaborar.

Segunda-feira, dia 29 de Dezembro de 2008, as 20:30, saimos eu, minha esposa, minha sogra, meu sogro, minha cunhada e meu cunhado para jantarmos. Enquanto saboreavamos um delicioso rodízio de espetinho alguns ladrões pulavam o muro da casa de minha sogra, arrombavam a janela do banheiro e adentravam a residência.

Continue lendo “Roubaram Tudo…”

Novo Pai no Pedaço!

Nasceu Lucas Donovan Portela!

O pequeno peralta tem 51 centímetros e 3,6 quilos. Nasceu no dia 03 de Janeiro as 6:45 da manhã, em Dhaka, Bangladesh.

Parabéns papai David e mamãe Taara. Que Deus lhes abençõe ricamente!

Para mais informações, fotos e vídeos do baby acessem: http://lucas.portela.com

Um abraço do mais novo TITIO,

Daniel

P.S.- Garotas interessadas entrem em contato diretamente com o pai para negociação do pagamento do dote.

Desafiando Esta Geração

Recentemente alguém me perguntou sobre algumas dicas para trabalhar com jovens e adolescentes. Apesar de ambos trabalharmos em ministérios de jovens, não somos especialistas, porém compilamos nossos pensamentos e vamos colocá-los a seguir. Entendemos que vocês possam ter outras sugestões e idéias para acrescentar. Fiquem a vontade para fazê-lo na seção de comentários.

  1. No trabalho com jovens e adolescentes nunca deixe que a forma domine o conteúdo. Lute para que o meio não domine a mensagem. Não faz mal utilizarmos recursos e estilos de programações para atrair jovens. Não estou falando de bailes, festas, carnaval cristão, etc… E sim de ferramentas como datashow, videos, cinema, internet, etc… Quando usa-se esses recursos é muito fácil perder o foco e pensar apenas no entretenimento dos jovens/adolescentes. O foco de toda programação, de toda aula e de todo evento deve ser proclamar Jesus Cristo sem diluir nada da mensagem. Essas ferramentas tem que ser apenas isso, ferramentas, e tudo deve apontar para Cristo. Este relacionamento entre crente e cultura renderá um post no futuro, mas no momento vale realçar que o crente está na cultura e precisa filtrar o que é negativo e utilizar o que é bom. Continue lendo “Desafiando Esta Geração”

Na Mesa: A Cabana

Nas minhas recentes perambulações pelos Estados Unidos, comprei alguns livros. Na verdade, comprei um monte de livros. Foram tantos livros que quase não entraram nas malas. Tantos livros que não cabem mais nas estantes de casa e, para o desgosto de minha esposa, estão empilhados no chão.

Um livro em específico chamou-me a atenção. Ele estava em quase todos os lugares que visitei. O via a venda nos supermercados, nos aeroportos, cafeterias, livrarias e na mão de diversas pessoas. De tanto vê-lo por aí, minha curiosidade se despertou. Fiquei ainda mais interessado quando disseram que era um livro “cristão”. Se bem que nos Estados Unidos chamam muitas coisas de “cristãs”, mas na verdade poucas realmente as são. Por isso resolvi dar uma olhada quando fui a uma livraria e acabei comprando.

O livro chama-se A Cabana (“The Shack” em inglês) e no Brasil é publicado pela Editora Sextante. Essa semana passei na FNAC e lá estava o livro na seção de “Mais Vendidos” com uma parede inteira dedicada somente a ele. Já vendeu mais de dois milhões de cópias no mundo inteiro e está virando uma febre internacional. Uma verdadeira batalha está travada sobre o livro. Muitos cristãos estão abraçando o livro como um divisor de aguas enquanto outros foram bastante críticos e afirmam que o livro é totalmente herético e descartável.

O canadense William Young é o autor do livro. Young era filho de missionários na Nova Guiné, porém sofreu um trauma muito grande nessa época a ser abusado sexualmente por alguém da tribo onde seus pais trabalhavam. Voltou para o Canadá e após certo tempo casou-se. No entanto, a mais de 15 anos, William traiu sua mulher e passou quase 10 anos em terapia buscando o perdão da sua esposa e seus filhos. Continue lendo “Na Mesa: A Cabana”

Aborto no Uruguai

O Senado Uruguaio aprovou ontem o projeto de lei que autoriza mulheres a abortarem até o final do primeiro trimestre (12 semanas) da gravidez. Cinco dias antes, essa lei foi aprovada pelo Congresso Uruguaio.

Ao lado temos uma foto de um feto de doze semanas.

No entanto, ainda existe esperança. O presidente Tabaré Vasquez, que é medico, já disse que vai vetar a lei.

Duas perguntas:

  1. Quando será que esse assunto será tratado aqui no Brasil?
  2. Será que o nosso presidente vetaria uma lei dessas?